A importância dos carboidratos para a criança que pratica esporte

Os carboidratos são a principal fonte de energia para o funcionamento corporal. Alguns tipos de carboidrato oferecem rapidamente energia para o corpo, enquanto outros oferecem energia de forma lenta e gradual. Também são fundamentais para o funcionamento do intestino.

Os principais alimentos fonte de carboidrato são: pães, arroz, aveia, milho, trigo, batata, batata doce, mandioca, inhame, mel e frutas.

Fonte: https://kartodromodebetim.com.br/blog/lista-com-20-carboidratos-simples-e-complexos/

Carboidratos antes do exercício

A alimentação antes do treino deve oferecer energia suficiente para a realização do exercício, além de evitar fome e desconforto gastrintestinal. Em média, de 30 minutos a 1 hora antes do exercício, é importante comer uma fonte de carboidrato simples, podendo ser: pães, bolos, panquecas, sucos e frutas.

Lembrando que, nesse momento, é importante que o lanche seja pobre em gordura, para não dificultar a digestão, gerando um possível mal-estar.

Carboidratos durante o exercício

Só é indicado em caso de atletas de competição. Cada caso deve ser analisado individualmente, mas, de forma geral, o consumo de água basta para a criança que pratica esportes apenas como uma atividade física regular.

Carboidratos após o exercício

Comer uma fonte de carboidrato logo após o exercício é muito importante para restaurar os estoques de energia que o corpo gastou e para possibilitar, junto com uma fonte de proteína, uma boa recuperação muscular. Depois do exercício, são indicados os carboidratos de alto índice glicêmico, ou seja, de rápida absorção — como exemplo, temos os mesmos do pré-treino, porém associados a uma fonte de proteína, como carnes, ovos, iogurtes, leite e derivados.

Cuidados que devem ser tomado

Quando a criança consome menos energia do que gasta, isso pode comprometer o desempenho e anular os benefícios do treino. Em uma alimentação restritiva, gordura e massa muscular podem acabar sendo utilizadas como fonte de energia no exercício. A redução da massa muscular gera perda de força e de resistência em exercícios aeróbios e, ainda, comprometerá os sistemas imunológico, endócrino e as funções musculoesqueléticas.

O gasto de energia depende do tipo, da duração, da frequência e da intensidade do exercício e também do gênero, da idade, do estado nutricional, do peso corporal, da massa magra e da hereditariedade da criança.

Dica da nutricionista

Observar a quantidade e, principalmente, a qualidade do carboidrato que se escolhe é muito importante! Evitar açúcares é um bom começo!

Esse texto foi escrito em colaboração com a nutricionista Renata Teixeira.

Posted in Geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *