Quadras para diferentes idades e níveis no jogo de tênis

No último artigo aprendemos quais são as dimensões e as variações de piso das quadras oficiais de tênis. Porém, assim como existem diferentes tipos de bolas para facilitar o aprendizado do tênis, o tamanho da quadra também pode mudar de acordo com a idade e o nível técnico do jogador.

Crianças de até 10 anos e os jovens e adultos iniciantes apresentam dificuldades para jogar tênis na quadra oficial. As crianças, devido às suas características físicas (altura, força, coordenação motora), desenvolvem técnicas de batidas e de movimentação que não condizem com as melhores técnicas do jogo adulto, uma vez que para elas é mais difícil conseguir cobrir a quadra inteira e rebater as bolas que quicam mais altas e rápidas. Já os jovens e adultos iniciantes, por não dominarem a técnica e não conhecerem bem o jogo, acabam se desestimulando com a quantidade de erros e as dificuldades que encontram nas partidas. Você, que está começando a jogar tênis ou que já joga e se lembra de quando começou a aprender, já passou por estas situações?

Percebendo esta dificuldade, que impedia que mais pessoas praticassem o tênis, várias escolas no mundo (inclusive a escola francesa, inspiradora da metodologia utilizada na Tênis+) desenvolveram adaptações no tamanho da quadra, tipo de bola e de raquete, para que jogadores de idades mais baixas ou com nível técnico iniciante pudessem ter uma experiência mais agradável e um ambiente mais parecido com o jogo completo do tênis. Desta forma eles poderiam, desde a iniciação, passar por situações que desenvolvem táticas e técnicas adequadas ao jogo que encontrariam depois com as dimensões e materiais oficiais, disputando pontos mais longos, entendendo melhor o jogo e se divertindo muito mais.

Com os bons resultados obtidos pelas escolas que utilizam essas adaptações a Federação Internacional de Tênis (ITF) organizou as melhores ideias e apresentou, de forma oficial, os programas “Play+Stay” (iniciação recomendada para tenistas de todas as idades) e o “Tennis 10s” (que regulamenta as competições de tênis para crianças de até 10 anos em todo o mundo). No Brasil as dimensões adotadas pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT) nas competições do Circuito Nacional Tennis Kids.

Você pode estar se perguntando como onde encontrar ou como se faz montar quadras nessas dimensões. Algumas escolas possuem quadras com as marcações pintadas de acordo com as dimensões de cada cor, mas adaptar as marcações em uma quadra oficial é bastante fácil. Podemos utilizar vários meios e materiais para isso, como tiras de borracha para marcação, faixas elásticas, fitas adesivas e giz. Em relação a rede existem mini redes com as dimensões corretas, mas também é possível abaixar a rede oficial com a faixa central ou utilizar fitas zebradas (aquelas utilizadas para isolar áreas). É possível montar até 6 quadras vermelhas (4 com maior distância de segurança) e 2 quadras laranjas em uma quadra oficial, possibilitando a participação de várias crianças ao mesmo tempo. Neste guia da ITF é possível encontrar várias formas e sugestões de como montar as quadras.

Seja nas competições da CBT, nos Torneios Multichance (TMC) da Tênis+ e nas aulas das escolas que utilizam a metodologia Tênis+ é possível observar o quão importante é a utilização das quadras vermelhas e laranjas, onde as crianças conseguem desenvolver técnicas e táticas avançadas, disputam belíssimos pontos e se formam de modo muito mais específico e importante para que no futuro, ao chegar na quadra oficial, elas consigam jogar de forma eficiente um tênis de alto nível.
Sigamos firmes respeitando cada etapa do desenvolvimento no tênis, nos divertindo e aprendendo muito ao longo de todo o processo. Compartilhe conosco as suas experiências na iniciação do tênis. Bons jogos a todos! 

Posted in Sobre o Tênis and tagged , , , , , .

One Comment

  1. Pingback: Torneios infantis: ambiente, formatos e regras - Tênis+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *